Coligação demora para substituir prefeito preso e PSB tira o vice da disputa

Coligação demora para substituir prefeito preso e PSB tira o vice da disputa
 O escândalo de corrupção em Ji-Paraná, desde a prisão do prefeito Marcito Aparecido Pinto (PDT) pela Polícia Federal, não conseguiu manter a unidade da Coligação “Ji-Paraná Não Pode Parar”, que ainda não indicou nenhum nome para substituir o político preso durante a Operação Reciclagem.

A alegação do PSB, que mesmo após a prisão de Marcito não manifestou oposição, é que a demora na apresentação do nome do substituto está prejudicando os candidatos a vereador. Veja manifestação:

Nota Oficial

O Partido Socialista Brasileiro (PSB), diretório do município de Ji-Paraná, vem a público por meio desta e, em respeito aos filiados, simpatizantes, aos candidatos a vereadores do partido e, especialmente, a sociedade ji-paranaense, informar que a Executiva Municipal do PSB decidiu se retirar da coligação majoritária formada pelos partidos PDT, DEM, PSDB, Solidariedade, PL e PSD. Portanto, o PSB de Ji-Paraná abdica ao direito de indicar o candidato Ari Saraiva ao cargo de vice-prefeito na referida coligação.

Tal decisão visa preservar o direito a uma disputa eleitoral equilibrada aos candidatos ao cargo de vereador pelo partido, já que a coligação até a data de hoje (9) não definiu um nome para compor a chapa majoritária. A Executiva entende que o retardamento para o anúncio desta decisão irá penalizar os candidatos a vereadores, fazendo com que sejam perdidos dias valorosos de campanha eleitoral.

Posto isto, a Executiva Municipal reafirma o compromisso do partido com a Democracia e com a Soberania do voto de cada eleitor, e que estará empenhada em promover a chapa proporcional, contribuindo de forma isonômica com todos os candidatos do PSB que concorrem as vagas para Câmara Municipal, visando atingir todos os objetivos traçados para esse pleito eleitoral de 2020. E que Deus abençoe Ji-Paraná!!!

 

 

Fonte:rondoniagora.com

Sobre Rafael Rigon