Justiça manda prender pais e tio de menina que morreu com suspeita de abuso sexual

Justiça manda prender pais e tio de menina que morreu com suspeita de abuso sexual
 Foram presos na manhã deste sábado (14) a mãe, o pai e o tio da menina de 8 meses que morreu na sexta-feira (13) por suspeitas de abuso sexual. O pedido de prisão temporária foi feito pelo delegado plantonista da Central de Polícia, que não viu motivos para o flagrante, mas disse que a prisão é necessária para o esclarecimento dos fatos. Um juiz plantonista concordou com as alegações e decretou as prisões.

O delegado avaliou ainda que eles entraram em contradição e podem estar se preparando para possível fuga.

Morte

A criança foi encontrada morta pela mãe no final da manhã de sexta-feira (13), no quarto de uma residência localizada no Bairro Lagoinha, na Zona Leste de Porto Velho.
A mãe contou para os policiais que acordou por volta das 8 horas, alimentou a filha, deixou-a dormindo juntamente com sua irmã de dois anos, e voltou a dormir. O marido acordou, tomou café e foi para a casa da sogra, que fica no mesmo terreno. O tio chegou depois e ficou conversando com a mãe.

A mulher contou ainda, que por volta das 11 horas, a filha dela de dois anos acordou chamando pela mãe. Quando a mulher chegou no quarto para olhar as duas filhas, ela percebeu que a menina não estava respirando e tinha marcas roxas no corpo.

Desesperada, a mulher gritou por socorro, o pai da menina que estava na casa da mãe, pegou a criança e a socorreu, mas a menina já chegou sem vida na UPA.

Para os policiais, o médico plantonista informou que a criança apresentava sinais de estupro, mas que precisaria de exames mais detalhados para apurar as causas da morte.

 

Fonte:rondoniagora.com

Sobre Rafael Rigon