Prefeita presa por corrupção insiste em manter candidatura em Cacoal

Prefeita presa por corrupção insiste em manter candidatura em Cacoal
 A prefeita de Cacoal, Glaucione Neri (MDB) anunciou nesta quinta-feira (15) á Justiça Eleitoral que decidiu permanecer na disputa pela reeleição no Município e avisou que qualquer outra manifestação que tenha dado há alguns dias, deva ser desconsiderada.

Glaucione foi presa no último dia 25, acusada de exigir propina de um empresário que tinha contratos com o Município. Ela foi filmada recebendo dinheiro, durante a Operação Reciclagem. O marido dela, ex-deputado Daniel Neri, também foi preso. Os dois estão em Porto Velho. O registro de Glaucione já havia sido deferido.

Em uma manifestação ao Judiciário, a defesa de Glaucione explicou que qualquer outro documento não tem valor e que cabe, inicialmente ao MDB, legenda da prefeita, debater internamente qualquer mudança. “Circula nas redes sociais a notícia de que esta Requerente, candidata ao cargo de prefeito com registro deferido por esse Douto Juízo Eleitoral, teria renunciado à sua candidatura nas presentes eleições municipais de 2020. Ocorre que a Requerente expressamente manifesta o seu desejo de continuar candidata, conforme declaração anexa, refutando qualquer documento que possa ter assinado há mais de cinco dias, porém que não representa a sua verdadeira vontade livre, consciente e desimpedida”, afirmou à Justiça Eleitoral.

 

 

Fonte:rondoniagora.com

Sobre Rafael Rigon