Recadastramento biométrico em Alta Floresta finaliza dia 20 de setembro

O Cartório Eleitoral de Alta Floresta D’Oeste, em Rondônia, anunciou o recadastramento biométrico dos eleitores do município. O processo, que serve como atualização dos dados da Justiça Eleitoral, é também essencial para a participação do eleitor nas próximas eleições.

Fabrício Zanetti Casagrande, chefe da 17ª Zona Eleitoral, afirmou que esse ano o TRE está dando conclusão a implantação do sistema biométrico para o próximo pleito. O trabalho em Alta Floresta necessita de uma força tarefa que vai contar com a parceria com outros departamentos como a Prefeitura do Município.

Os eleitores do Distrito de Rolim de Moura do Guaporé, a 160 quilômetros da área urbana, serão os primeiros atendidos pelo sistema. 328 eleitores cadastrados na sessão que fica na aldeia São Luiz e 117 cadastrados na aldeia Cajuí também serão atendidos através de estratégias montadas pelo Cartório Eleitoral de Alta Floresta.
Os trabalhos vão contar com parceria com a Secretaria de Estado da Educação.

A Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral (CGE) publicou em fevereiro a relação de novos municípios que fazem parte da etapa do Programa de Identificação Biométrica 2019/2020. Uma resolução TSE determina que deverão ser colhidas do eleitor, no momento da atualização dos dados, fotografia e assinatura digitalizadas. Por meio de leitor óptico, a Justiça Eleitoral deve coletar também as impressões digitais dos dez dedos do eleitor, ressalvada alguma impossibilidade física.

O recadastramento biométrico deve alterar o horário de atendimento do Cartório eleitoral de Alta Floresta, tendo em vista que cada processo chega a demorar 15 minutos. A ideia é abrir às 8 horas e encerrar o expediente às 18 horas. As senhas serão distribuídas até as 17 horas, em virtude da quantidade de servidores. O recadastramento biométrico na área urbana deu inicio no dia 10 de junho e Finaliza dia 20 de setembro de 2019.

Fonte: Florestanotícias.com

Sobre Rafael Rigon